CÂMARA DE LOBOS - DICIONÁRIO COROGRÁFICO

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z  
 
Entrada > Dicionário > B > Barros, Capitão Francisco Nunes Pereira de
 

Genealogia dos NUNES PEREIRAS de Câmara de Lobos

ver §2º.


No §2º. n.º10, a árvore genealógica dos "NUNES PEREIRAS"  refere D. Vicência Lucina de Barros casada com João Joaquim de Freitas Henriques, quando o correcto deverá ser João Joaquim Gonçalves Henriques, como consta do respectivo assento de casamento L.º 3146, fls.24, 1874, Câmara de Lobos.

 

 

Barros, Capitão Francisco Nunes Pereira de

 

O Capitão Francisco Nunes Pereira de Barros (1783-1865) era natural da freguesia do Estreito de Câmara de Lobos, onde nasceu a 15 de Outubro de 1783, tendo falecido em Câmara de Lobos no dia 8 de Agosto de 1865, numa altura em que já era viúvo.

Era filho de Mateus Nunes Pereira e de Maria Madalena de Barros, naturais da freguesia do Estreito de Câmara de Lobos.

Casou em Câmara de Lobos, no dia 3 de Maio de 1813 com Vicência Lucina de Menezes de Barros (falecida em Câmara de Lobos, no sítio do Serrado Galego a 9 de Maio de 1861), filha do morgado Lúcio Francisco de Barros e de Maria Osória Mendonça e Meneses , de quem teve:

1Francisco Nunes Pereira de Barros (1819-1902), natural de Câmara de Lobos, onde nasceu no sítio do Serrado Galego por volta de 1819 e onde faleceu no dia 5 de Junho de 1902.

      Casou na igreja do Estreito de Câmara de Lobos, a 25 de Agosto de 1851, com Luísa Maria Teresa Figueira de Barros (falecida a 2 de Outubro de 1907), filha de Joaquim Figueira da Silva Júnior e de Maria Teresa Pinto, ambos naturais da freguesia do Estreito de Câmara de Lobos, de quem teve:

2Vicência Lucina de Barros, natural do Estreito de Câmara de Lobos, onde nasceu, no sítio da Panasqueira, no dia 15 de Março de 1856, tendo-se baptizado a 8 de Julho do mesmo ano. Casou, em Câmara de Lobos, no dia 26 de Novembro de 1874, com João Joaquim Gonçalves Henriques, filho do tenente António Joaquim de Freitas Henriques e de Ana Júlia Henriques (ver presidente da Câmara Municipal de Câmara de Lobos com o nome de João Joaquim Gonçalves Henriques).

2Maria Henriqueta de Barros, que casou, em Câmara de Lobos, em 1869 com António Joaquim de Freitas Henriques, filho do tenente António Joaquim de Freitas Henriques e de Ana Júlia Henriques, de quem teve:

3. Maria Teresa de Barros Henriques, casada em 1908 com João Rodrigues Serrão, tendo falecido sem deixar geração;

3. Matilde Georgina Henriques, casada em 1912 com Diogo Martinho de Freitas Júnior, filho de Diogo Martinho de Freitas e de Maria de quem houve geração;

3. Alice Henriqueta Henriques, que casou, em 1920 com José de Barros Júnior (ver presidente da Câmara Municipal de Câmara de Lobos, com o nome de José de Barros Júnior).

2.  Francisco Nunes Pereira de Barros Júnior (1863-1942), nascido na freguesia de Câmara de Lobos no dia 30 de Janeiro de 1863 e falecido na freguesia do Estreito de Câmara de Lobos no dia 16 de Janeiro de 1942. Casou na igreja do Estreito de Câmara de Lobos no dia 23 de Outubro de 1884 com Alice Georgina Figueira da Silva, filha de José Figueira da Silva e de Vitorina Olívia Figueira, naturais da freguesia do Estreito de Câmara de Lobos (ver presidentes da Câmara Municipal de Câmara de Lobos com o nome de José Figueira da Silva e de Francisco Nunes Pereira de Barros Júnior).

1José Isidoro Pereira de Barros, que faleceu solteiro e sem descendência.

 

O Capitão Francisco Nunes Pereira de Barros (1783-1865) foi o 2º Administrador do concelho de Câmara de Lobos, cargo para onde foi nomeado por portaria de 23 de Fevereiro de 1839 [1] e no qual se manteve, de acordo com inscrição de lápide tumular existente no cemitério municipal de Câmara de Lobos, até 1853 [2].

 


[1]     Livro de Registos da CMCL pg.107V e 108.

[2]     Lápide tumular existente no cemitério municipal de Câmara de Lobos, num mausoléu mandado erigir por seu filho Francisco Nunes Pereira de Barros Júnior.

Câmara de Lobos

Dicionário Corográfico
Edição electrónica

Manuel Pedro Freitas

Câmara de Lobos, sua gente, história e cultura