CÂMARA DE LOBOS - DICIONÁRIO COROGRÁFICO

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z
 
Entrada > Dicionário > B > Barros Júnior, José de

José de Barros Júnior

 

 

Barros Júnior, José de

Nasceu no sítio da Torre, freguesia de Câmara de Lobos, no dia 17 de Junho de 1896 e faleceu no dia 26 de Setembro de 1977. Era filho de José de Barros e de Maria Cristina Dantas, que perdeu a vida por ocasião do seu nascimento. Era neto paterno de António de Barros e de Inácia Emília Araújo de Barros e neto materno de João Fernandes Dantas e de Júlia Cristina Jardim.

 

Casou na freguesia de Câmara de Lobos no dia 11 de Julho de 1920 com Alice Henriqueta Henriques, nascida em Câmara de Lobos, a 2 de Março de 1896 e falecida a 11 de Setembro de 1978,  filha de António Joaquim de Freitas Henriques, notário em Câmara de Lobos entre 1867 e 1890 e de Maria Henriqueta de Barros Henriques, de quem teve:

1. José de Barros, que casou no dia 14 de Dezembro de 1947 (?) com Maria Lídia Mendes Gonçalves, natural do Campanário, filha de Carlos Augusto Gonçalves e de Maria Emília Mendes, de quem teve:

2. José Carlos Gonçalves Henriques de Barros, nascido em (...) a 17 de Setembro de 1948, que casou na freguesia no dia 5 de Maio de 1979 com Maria Bernardete Pestana de Andrade, natural da Ribeira Brava, filha de (...) e de (...).

2.  Maria Manuela Gonçalves Henriques de Barros, nascida em (...) a 28 de Dezembro de 1949, que casou no Funchal, em (...) de 1969 com Rui (..) Costa, de quem teve:

3. Duarte Nuno Henriques de Barros Costa

2. José António Gonçalves Henriques de Barros, nascido em (...) a 9 de Fevereiro de 1950 ou 51, que casou na freguesia de Câmara de Lobos, no dia (...) de Julho de 1979 com Isabel Gomes Natal, natural de (...), filha de (...) e de (...)  de quem tem:

3. Carina Isabel Natal de Barros.

3. José Alexandre Natal de Barros.

1. Maria Clarisse Henriques de Barros, que casou a 1 de Dezembro de 1951 com Carlos Agostinho Mendes Gonçalves, natural do Campanário, filho de Carlos Augusto Gonçalves e de Maria Emília Mendes de quem teve:

2. Maria Alice Henriques de Barros Gonçalves, solteira.

 

Sem mãe e com o pai emigrado em Boston, nos Estados Unidos da América, José de Barros Júnior, foi educado por duas tias solteiras, por ele muito veneradas, mas de quem cedo se libertou, por imperativo do seu espírito rebelde.

Tirou um curso de contabilidade e iniciou a sua actividade profissional no ramo dos bordados, área que dominava com rara mestria.

Foi sócio fundador da primeira empresa de transportes públicos do concelho de Câmara de Lobos e dedicou-se a actividades como a agricultura, onde dominava como ninguém as técnicas de cultivo; à moagem de cereais, possuindo vários moinhos; à comercialização de águas de rega, mantendo levadas, orientando e distribuindo disciplinadamente as respectivas águas e ainda ao comércio de produtos de mercearia sendo propri­tário de dois destes estabelecimentos comerciais, um situado no Caminho Grande e Preces e denominada de Venda Nova e outro nas Tabaibas.

Foi presidente da Câmara Municipal de Câmara de Lobos, entre 17 de Fevereiro de 1928, data em que tomou posse do cargo e 12 de Junho de 1931 [1], data da portaria que, a seu pedido, o exonerou a ele, bem como à Comissão Administrativa da Câmara por ele presidida [2]. Durante o mesmo período exerceu também as funções de Administrador do concelho de Câmara de Lobos.



[1]   Na sessão de 8 de Maio de 1930, José Barros Júnior pede 60 dias de licença, retomando contudo as suas funções na sessão do dia 29 de Agosto de 1930.

[2]   Na altura a Comissão Administrativa da Câmara era composta por José de Barros Júnior, Manuel Fernandes Correia, João Gonçalves Rocha, José Quirino de Caires, Manuel Rodrigues Dinis e Francisco de Barros e Sousa.

 

 

Câmara de Lobos

Dicionário Corográfico
Edição electrónica

Manuel Pedro Freitas

Câmara de Lobos, sua gente, história e cultura