CAL - Cooperativa de Produção e Consumo Liberdade CRL

CÂMARA DE LOBOS - DICIONÁRIO COROGRÁFICO

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z
 
Entrada > Dicionário > C > CAL - Cooperativa de Produção e Consumo Liberdade CRL
 

 

CAL - Cooperativa de Produção e Consumo Liberdade CRL

 

Cooperativa de produção e consumo existente na freguesia do Jardim da Serra, fundada a 8 de Fevereiro de 1975, por iniciativa do padre Mário Tavares [1].

A Cooperativa Liberda­de viria a constituir como que o berço de um Movi­mento local de Cidadãos denominado de “Seremos Freguesia do Jardim da Serra”, também liderado pelo padre Mário Tavares, que haveria de lutar para que a zona alta da freguesia do Estreito de Câmara de Lobos, sensivelmente correspondente à paróquia de São Tiago, se individualiza-se numa freguesia autónoma chamada de Jardim da Serra, o que vem a acontecer em 1996 [2].

Tendo assumido os destinos da paróquia de São Tiago em 1969, o padre Mário Tavares, encontraria uma população extremamente carenciada, sem escolaridade e, onde a actividade agrícola se regia pelas leis da colonia.

Confrontado com esta situação não foi difícil ao padre Mário Tavares questionar, junto da população, todas estas situações de injustiça e constituir grupos de reflexão e de trabalho que, com a revolta  militar de 25 de Abril de 1974, aproveitaria o momento, não só para denunciar a precaridade da situação em que viviam, como para colocar em marcha um conjunto de iniciativas, como foi a luta contra os colonos ou senhorios e a criação da cooperativa Liberdade, destinada a facultar aos seus associados, não só a aquisição de produtos de consumo a preços mais baixos, como promover o escoamento dos bens produzidos na localidade, sem intervenção de intermediários.

Para sede da Cooperativa, nada mais fácil do que ocupar, como na altura era hábito, um terreno dito abandonado e pertencente a um desses colonos ou grandes proprietários, ainda que mais tarde, acabasse por ser adquirido junto do seu legítimo proprietário.

Nesse terreno, cerca de 5 mil metros viriam a ser reservados para instalações físicas, inauguradas a 8 de Dezembro de 1982 e sete mil metros para a agricultura, tendo, neste sector, recaído a aposta na produção de vinho sercial.

Paralelamente à sua actividade comercial e agrícola, a CAL foi sempre um espaço de cultura, de análise e debate das questões sociais, particularidade que teve uma desaceleração significativa e,  praticamente desapareceu, a partir do momento em que a freguesia do Jardim da Serra foi criada [3].



[1]        Diário de Notícias, 6 de Fevereiro de 2000.

[2]        Diário de Notícias, 6 de Janeiro de 2000.

[3]        Diário de Notícias, 6 de Fevereiro de 2000.

 

 

Câmara de Lobos

Dicionário Corográfico
Edição electrónica

Manuel Pedro Freitas