CÂMARA DE LOBOS - DICIONÁRIO COROGRÁFICO

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z
 
Entrada > Dicionário > F > Faria, Cónego Agostinho Figueira de

Cónego Dr. Agostinho Figueira de Faria

 

O Rev. Cónego Dr. Agostinho Figueira Faria

 

Era natural da freguesia do Estreito de Câmara de Lobos, onde nasceu no dia 8 de Agosto de 1923, tendo falecido no Funchal a 24 de Julho de 1980, ficando os seus restos mortais sepultados na freguesia da sua naturalidade. Era filho de João Figueira de Faria e de Maria José de Gouveia, ambos também naturais da freguesia do Estreito de Câmara de Lobos.

Após concluir o ensino primário ingressou no Seminário Diocesano, onde recebeu a ordenação sacerdotal no dia 24 de Março de 1951, tendo celebrado a Missa Nova, no dia seguinte na Igreja paroquial de Nossa Senhora da Graça, no Estreito de Câmara de Lobos.

Foi coadjutor da paróquia de Machico entre 14 de Junho de 1951 e 13 de Outubro de 1953, altura em que foi nomeado Prefeito e Professor do Seminário Menor. A 30 de Agosto de 1958 é nomeado Vice-reitor do Seminário Menor. A 8 de Setembro de 1961 é nomeado Cónego Capitular da Sé Catedral e, no mês seguinte, ascende ao cargo de Reitor do Seminário Menor.

Entre 1965 e 1967 cursou Direito Canónico da Universidade Gregoriana de Roma, onde obteve a respectiva licenciatura e, a 21 de Setembro de 1967, é nomeado Reitor do Seminário Maior, lugar que ocupou até 1974.

A 1 de Dezembro de 1974 é nomeado Cónego Penitenciário da Sé e a 12 de Julho de 1975 Arcipreste da cidade do Funchal[1].

Por deliberação camarária de 18 de Maio de 1995 a Câmara Municipal de Câmara de Lobos atribuiu o seu nome à rua compreendida entre o Damasqueiro e o Largo do Patim.



[1]   VELOSA, Tomé. Faleceu o Rev. Cónego Dr. Agostinho Figueira Faria. Jornal da Madeira, Funchal, 25 de Julho de 1980.

 

 

Câmara de Lobos

Dicionário Corográfico
Edição electrónica

Manuel Pedro Freitas