CÂMARA DE LOBOS - DICIONÁRIO COROGRÁFICO

A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z
 
Entrada > Dicionário > F > Festa da Flor
 

 

 

Festa da Flor

Ainda que hoje a expressão “Festa da Flor” tenha o significado de uma festa destinada a enaltecer as flores da Madeira e promover turisticamente a Madeira, tal nem sempre foi assim.

Com efeito, encontramo-la na primeira metade do século XX, com um significado completamente diferente, ou seja, com finalidades caritativas.

Em Câmara de Lobos, várias são as referências à sua organização, nomeadamente durante a estadia do padre João Joaquim de Carvalho à frente dos destinos da paróquia de São Sebastião [1], [2].

Tal como acontecia com Câmara de Lobos, noutras freguesias do concelho também se recorria a este tipo de iniciativas para fins caritativos, nomeadamente na freguesia da Quinta Grande onde, em 1930 [3], tal como em 1939 se realizaram lugar festas da flor, na última das quais revertendo o produto da venda da flor em favor do convento de Nossa Senhora da Piedade, nessa altura em construção [4].


 


[1]      De acordo com o Jornal de 2 de Agosto de 1930, a festa da flor daquele ano tinha por objectivo angaria receitas para auxiliar a construção de um edifício escolar no sítio do ilhéu.

[2]      O Jornal, 7 de Agosto de 1928. Festa da Flor.

[3]      O Jornal, 15 de Outubro de 1930. Festa da flor na Quinta Grande.

[4]      O Jornal, 15 de Outubro de 1939.

 

Câmara de Lobos

Dicionário Corográfico
Edição electrónica

Manuel Pedro Freitas

Câmara de Lobos, sua gente, história e cultura